Decisões de investimento x incerteza política

Neste momento, em que o Brasil está no auge das eleições presidenciais e os ânimos estão exaltados, vemos com frequência as pessoas com enormes dúvidas sobre o que fazer com seus investimentos diante disto. “Devo dolarizar meu patrimônio?” ou “devo sair de ativos de risco?” são perguntas usuais.

Afinal, há influência do cenário político sobre o planejamento de uma carteira de investimentos? Em nossa opinião, muito pequena.

Já comentamos, nos textos sobre IPS (a política de investimentos personalizada para cada investidor), que a definição dos tipos de investimento, classes de ativos e seus pesos, características de prazo/remuneração e tudo mais vêm de um diagnóstico bastante amplo sobre a situação presente e objetivos de um investidor.

Isto não muda de uma hora para outra. Não é um vai-e-vem de pesquisas ou uma flutuação de humores que justifica “cavalos de pau” nestas diretrizes. Decisões tomadas em momentos mais emocionais são sempre ineficientes. E, no mercado, decisões ineficientes custam muito caro.

Mudar do ativo A para o B e do C para o D gera uma série de custos. Primeiro, o investidor tende a vender o “A” barato e comprar o “B” já caro. Custos de transação também são relevantes. Não é raro o investidor se arrepender e tomar a decisão oposta pouco tempo depois, novamente vendendo barato, comprando caro e arcando com mais custos da fricção desnecessária.

Por mais que o noticiário nunca seja muito agradável, acreditamos que hoje o Brasil apresente fundamentos muito mais sólidos. A sociedade entende muito melhor a importância de bons princípios de austeridade, de mercado e estabilidade, da importância de um ambiente propício a investimentos privados, entre outros. Dispositivos legais também já oferecem uma proteção maior a “loucuras” na condução de políticas econômicas, gestão das estatais etc.

Acreditamos que o estresse eleitoral irá passar e que, mesmo com solavancos, o Brasil continuará sendo um grande e sólido mercado para as pessoas poderem manter seus investimentos com a tranquilidade e rentabilidade de acordo com os planos de longo prazo que tiverem sido desenhados.

Quer entender melhor como gerimos seus investimentos na prática? Clique neste link e nos mande um whats!

#gestaodepatrimonio #wealthmanagement #investimentos #resiliência #paciência #longoprazo #privatebanking

posts recentes

Foi sorte ou competência?

Inspirado nos livros e palestras do autor Michael Maubossin[1], pergunto: Qual é o papel da sorte para o sucesso? Começo definindo “sorte” e “habilidade”, neste contexto:

Leia mais »

E se…?

Nesse pós-eleição e mudança do pêndulo ideológico no comando da política brasileira, algumas questões não usuais (muitas originadas no esgoto da internet) aparecem: “E se

Leia mais »